Arquivo da categoria: Opinião

Inter entregou em 2007. Qual a novidade?

Na última quarta-feira, 25, o diretor de futebol do Goiás, Marcos Figueiredo, num arroubo de sinceridade, revelou uma “dívida moral”  junto ao Internacional, pela fuga do rebaixamento naquele campeonato, em jogo válido pela última rodada.

O Goiás venceu o Inter, em jogo pra lá de estranho, em que um pênalti teve de ser repetido duas vezes, até que a bola esmeraldina entrasse. Não é preciso lembrar que o resultado selou nossa queda para a série B.

Agora vem o dirigente e confessa, mesmo que usando outras palavras: O Inter entregou.

Como se não soubéssemos. Como se o Brasil inteiro não tivesse visto. Como se ninguém achasse que Fernandão e cia. apresentassem um incomum “corpo-mole” naquele jogo.

Como se fôssemos um bando de otários.

E é exatamente a lembrança desses fatos que deixam claro que não entregaremos o jogo para o Flamengo. Não somos iguais a eles. Somos corinthianos, homens que honram a camisa, acima de tudo. Podemos até perder, mas entregar nunca.

O troco desses senhores, já demos na Copa do Brasil. Mostramos que um time, para ser campeão, não deve ser apenas badalado e tido como o melhor elenco.

Precisa ser formado por homens.

Anúncios

Complexo de perseguição no Jardim Leonor

Mais uma rodada.

Restam três para o final do Brasileirão 2009. Aquele que poderíamos ter ganho, caso jogássemos com um puquinho mais de vontade.

O Avaí nos atropelou. Não jogamos nada, é verdade, mas o árbitro foi péssimo, inventando penalidade inacreditável. 

O Atlético assumiu de vez a condição de cavalo paraguaio. Conseguiu perder e, praticamente, eliminar suas chances de título. Alerta vermelho para a disputa de vaga na Libertadores.

O time da Turiassu já havia escorregado no meio de semana e assistiu o Flamengo vencer o Náutico e passar  à segunda colocação.

O Fluminense continua sua saga épica, vencendo mais uma, e ficando a dois pontos do Botafogo.

Botafogo que pode decidir o campeonato. Se quiser continuar dormindo fora da zona de rebaixamento deverá vencer o time de Jardim Leonor, na rodada desta semana.

Os tricolinos venceram em casa o (entregue) Vitória e jogam no Rio contra os cariocas.

É tudo ou nada.

A torcida do alvi-negro deverá comparecer em peso e o jogo será de vida ou morte.

Acredito em vitória do time carioca.

Se o Botafogo não ganhar, só por milagre o time de Jardim Leonor não será mais uma vez o campeão, pois jogarão com Goiás (o time facinho, facinho), fora de casa, e com Sport (pior time do certame).

Ou seja, duas babas.

Obs. 1: La Bambinera foi vetada para o jogo contra o Sport (punidos por invasão de gramado), mas os tricolinos já começaram a fazer pressão para que a punição seja revogada.

Obs 2: Os jogadores do time de Jardim Leonos já ensaiam discursos de perseguição e teorias da conspiração. Recursos típicos de quem não acredita muito no próprio taco, principalmente no jogo contra o Botafogo. O único jogo que eles tem pela frente, aliás.

 

A casa caiu na Turiassu

Jogo decisivo na Turiassu é  sinônimo de pesadelo. E não é de hoje.

Contra o último colocado no campeonato, não foi diferente. O Palmeiras entrou com a obrigação de vencer, após seguidos tropeços nos últimos jogos.

Começou o jogo em estado de catalepsia e logo tomou dois gols. O Sport, virtualmente rebaixado, não fez mais por pura incompetência.

Muricy, mais uma vez, abusou do jogo defensivo e chuveirinhos na área.

O time verde só cresceu após a injusta expulsão de um zagueiro pernambucano, quando o jogo tornou-se de um time só. Buscou o primeiro gol e, na base do bumba-meu-boi, o tento de empate, em lance polêmico, onde o árbitro apitou impedimento do ataque alvi-verde e voltou atrás, deixando o lance seguir, após a defesa rubro-negra ter parado suas ações.

Fim de jogo: 2 a 2. Sport rebaixado. Palmeiras seguindo ladeira abaixo.

Belluzzo se declarou satisfeito pela atuação do árbitro. Bem diferente do último, que ele ameaçou até fisicamente.

A CBF não gostou tanto, e o cidadão foi pra geladeira, a mesma do Simon.

Muricy ainda acredita, segundo sua coletiva.

Marcos jogou a toalha. Quando perguntado o que podia dizer ao torcedor de sua equipe, disparou:

_ Nada. Cansei de prometer pelos outros. Agora só prometo o meu melhor. Os outros que façam o seu.

Para uma equipe que perdeu jogos importantes e também a compostura no jogo passado, só faltava perder isso: a união.

A Síndrome da reta final

3porcosFoi uma rodada em que vimos um pouco de tudo.

 Já no jogo de quarta-feira, antecipado, o time de Jardim Leonor mostrou que sorte existe mesmo, evitando a derrota para o Grêmio.

 O time chorolado se permitiu levar  um gol do Barueri num frango fantástico do goleiro Lauro. Foram atrás do empate, e conseguiram, porém ficou nisso. Empate e adeus disputa pelo título. Deve vir mais choradeira por aí.

 O Sport seguiu sua sina rumo à segundona. Saiu na frente do Cruzeiro por dois gols e levou a virada: 3 x 2. Castigo para um time que achou que era o melhor do mundo no início do ano. Humildade e ares da série B lhe farão bem.

 O Náutico insiste em acompanhar seu maior rival, não deixando que a torcida fique sem seu maior clássico estadual em 2010. Levou de 3 a 1 do Santos, que enfim venceu uma e escapou matematicamente da foice.

 O Atlético Paraguaio, digo Mineiro, jogou em casa e perdeu do Flamengo, que chega forte para a disputa do título. De quebra, o gol mais bonito da rodada, do sérvio Petkovic, olímpico, mais uma vez. E olha que o jogador voltou para o Mengão pela porta dos fundos.

 No Pacaembu, o segundo gol mais bonito do Domingo. Do Fenômeno, de perna esquerda, no ângulo do goleiro do Santo André, na vitória do Timão por 2 a 0. Dentinho também voltou a marcar.

 Mas o mais bizarro (e divertido) aconteceu no Maracanã. Enquanto Luciano do Valle aprontava das suas (trocando Digão por Dicão e Maicon por Taison, repetidas vezes), Simon acabou aprontando também e anulou gol legal de Obina.

 O time da Turiassu fez péssima partida e não mereceu ao menos o empate, apesar do gol anulado. Sobrou a choradeira de sempre, na reta final do campeonato. Diego Souza, Toninho Cecílio e Belluzzo soltaram o verbo.

 Parece que esqueceram as rodadas em que foram beneficiados, como em Belo Horizonte, contra o Cruzeiro, com três pênaltis não marcados.

 A compostura eles já perderam. O título, quase.

Resumo da Ópera

  • Foi um dos piores jogos do campeonato
  • Ninguém mereceu a vitória
  • Marcelo Mattos não jogou nada (de novo)
  • Souza continua o mesmo
  • Jucilei, William e Jorge Henrique se esforçaram
  • Defederico ainda não está à vontade, mas pode (e deve) melhorar
  • Edno ainda não mostrou o motivo de tanta disputa pelo seu passe
  • Felipe falhou de novo
  • Faz algum tempo que Dentinho é mais firula que bom futebol
  • O time jogou sem ambição (ou vontade) alguma
  • Mano Menezes percebeu (e soltou o verbo), mas poderia ter detectado antes (Goiás, Atlético Paranaense, como exemplos) 
  • Uma coisa é não ter ambição, outra é não ter respeito pela camisa
  • Ao Corinthiano, resta a esperança de um 2010 bem melhor
  • Ao tricolor, a certeza de que 2010 será bem difícil

O blogueiro e as uvas

uvasA mais nova fofoca plantada em um blog de “jornalismo” relata que Edno estaria com problemas no joelho.

E que Toninho Cecílio, do Palmeiras, teria “desistido” do negócio por conta disto, após ser informado por dirigentes da Lusa.

Para um bom entendedor, quem teria revelado a história só poderia ser o próprio Cecílio.

Será que alguém acredita nessa informação, dadas as fontes?

Só lembrando que (as mais recentes)  informações/previsões dadas pelo blogueiro, não deram muito certo…

“Ronaldo não jogará pelo Corinthians, é só marketing eleitoreiro”, ele sentenciou.

Previu que o Corinthians faria campanha pífia na Copinha. Fomos campeões.

Sugeriu que o Timão não teria time para vencer o Paulista.

Disse que Ronaldo estava doente, insinuando consumo de drogas.

Falou que Martinez, do Palmeiras, estava contratado pelo Corinthians. Quando nada aconteceu, alegou que o negócio havia sido desfeito devido ao “vazamento de informação”.

Noticiou que Luxemburgo seria o técnico para a Libertadores, apesar dos ótimos resultados alcançados por Mano.

Diz que Borges tem pré-contrato com o Corinthians.

Agora acusa Edno de estar quebrado.

Tirem suas conclusões.

Conturbar um pouco o ambiente talvez seja seu verdadeiro objetivo.

Quanto a Cecílio, espero que realmente não tenha dado tal declaração e que seja apenas mais um devaneio do blog. Perder a disputa por um jogador não dá o direito de divulgar esse tipo de informação.

Lembra  a famosa fábula em que a raposa não alcança as uvas na parreira, dizendo com ar de deboche:  “As uvas estão verdes, mesmo!”.

Rubinho: gente boa, corinthiano e com cara de campeão

rubinho_valenciaRubinho venceu mais uma, desta vez em Monza.

Antes da  primeira vitória, em Valência, nos treinos foi flagrado com a gloriosa camisa do Timão (foto acima).

Na corrida veio a glória e o primeiro lugar no pódio.

Nos treinos que precederam a corrida de hoje, em Monza, ele voltou a vestir o manto sagrado, na versão preta e roxa.

Resultado: mais um lugar no topo do pódio.

Coincidência?

Acredito mais na mística dessa camisa, fadada a ganhar títulos tidos até mesmo como impossíveis.

Que sirva de exemplo para mais uma conquista nesse Brasileirão.

Parabéns, campeão!

rubinho_monza