A casa caiu na Turiassu

Jogo decisivo na Turiassu é  sinônimo de pesadelo. E não é de hoje.

Contra o último colocado no campeonato, não foi diferente. O Palmeiras entrou com a obrigação de vencer, após seguidos tropeços nos últimos jogos.

Começou o jogo em estado de catalepsia e logo tomou dois gols. O Sport, virtualmente rebaixado, não fez mais por pura incompetência.

Muricy, mais uma vez, abusou do jogo defensivo e chuveirinhos na área.

O time verde só cresceu após a injusta expulsão de um zagueiro pernambucano, quando o jogo tornou-se de um time só. Buscou o primeiro gol e, na base do bumba-meu-boi, o tento de empate, em lance polêmico, onde o árbitro apitou impedimento do ataque alvi-verde e voltou atrás, deixando o lance seguir, após a defesa rubro-negra ter parado suas ações.

Fim de jogo: 2 a 2. Sport rebaixado. Palmeiras seguindo ladeira abaixo.

Belluzzo se declarou satisfeito pela atuação do árbitro. Bem diferente do último, que ele ameaçou até fisicamente.

A CBF não gostou tanto, e o cidadão foi pra geladeira, a mesma do Simon.

Muricy ainda acredita, segundo sua coletiva.

Marcos jogou a toalha. Quando perguntado o que podia dizer ao torcedor de sua equipe, disparou:

_ Nada. Cansei de prometer pelos outros. Agora só prometo o meu melhor. Os outros que façam o seu.

Para uma equipe que perdeu jogos importantes e também a compostura no jogo passado, só faltava perder isso: a união.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s