Inter entregou em 2007. Qual a novidade?

Na última quarta-feira, 25, o diretor de futebol do Goiás, Marcos Figueiredo, num arroubo de sinceridade, revelou uma “dívida moral”  junto ao Internacional, pela fuga do rebaixamento naquele campeonato, em jogo válido pela última rodada.

O Goiás venceu o Inter, em jogo pra lá de estranho, em que um pênalti teve de ser repetido duas vezes, até que a bola esmeraldina entrasse. Não é preciso lembrar que o resultado selou nossa queda para a série B.

Agora vem o dirigente e confessa, mesmo que usando outras palavras: O Inter entregou.

Como se não soubéssemos. Como se o Brasil inteiro não tivesse visto. Como se ninguém achasse que Fernandão e cia. apresentassem um incomum “corpo-mole” naquele jogo.

Como se fôssemos um bando de otários.

E é exatamente a lembrança desses fatos que deixam claro que não entregaremos o jogo para o Flamengo. Não somos iguais a eles. Somos corinthianos, homens que honram a camisa, acima de tudo. Podemos até perder, mas entregar nunca.

O troco desses senhores, já demos na Copa do Brasil. Mostramos que um time, para ser campeão, não deve ser apenas badalado e tido como o melhor elenco.

Precisa ser formado por homens.

Anúncios

Professor Aloprado

                                       

“Vamos matar os Bambis!”
(Belluzzo, em festa ocorrida em 17 de outubro, aprontando mais uma lambança)

Frase do dia

“Primeira partida da final da Sul-Americana que você acompanha com exclusividade aqui na Globo”
(Luciano do Valle, no início do segundo tempo do jogo LDU x Fluminense, transmitido pela Band, em mais uma gafe histórica de sua carreira)

Do Céu ao Inferno

O clima está pesado na Turiassu.

Um campeonato que estava ganho, há algumas semanas, pode acabar em pesadelo, sem até mesmo uma vaga na Libertadores-10.

Ontem, mais um vexame. Obina e Maurício trocaram socos e foram expulsos, deixando o time verde com dois homens a menos.  O Grêmio ganhou de 2 a 0, porém poderia ter sapecado uma goleada histórica, caso não tirasse o pé.

Marcos e Danilo novamente soltaram o verbo, deixando claro o racha no grupo.

Os dois brigões já foram afastados e não vestem mais a camisa do clube, segundo o cartola Cipullo.

 Muricy não foi ao menos consultado.

Parece que o  elenco todo está com nervos a flor da pele, como se estivesse com belluzzite crônica.

Resta saber se há ânimo e futebol para se manter entre os classificados para o torneio continental do ano que vem. Uma incógnita, no momento.

Revelações de um bambi arrependido

“Estou arrependido porque o São Paulo pode ser prejudicado, mas não estou arrependido de ter dado meu recado, não. Peço desculpas para a torcida e para o time, sou são-paulino roxo e torço muito para que o time seja campeão”.

“Por enquanto posso dizer que não valeu a invasão. Até agora ninguém me procurou, mas estou na expectativa para que apareça alguma chance em breve”.

Acho que com o jeitinho do menino, procurou o local certo para arrumar emprego: o Jardim Leonor. Caso não dê certo, pelo menos ele pede o número do telefone do segurança, que lhe deu  um belo e inesquecível afago.

Mesa pra 4

Complexo de perseguição no Jardim Leonor

Mais uma rodada.

Restam três para o final do Brasileirão 2009. Aquele que poderíamos ter ganho, caso jogássemos com um puquinho mais de vontade.

O Avaí nos atropelou. Não jogamos nada, é verdade, mas o árbitro foi péssimo, inventando penalidade inacreditável. 

O Atlético assumiu de vez a condição de cavalo paraguaio. Conseguiu perder e, praticamente, eliminar suas chances de título. Alerta vermelho para a disputa de vaga na Libertadores.

O time da Turiassu já havia escorregado no meio de semana e assistiu o Flamengo vencer o Náutico e passar  à segunda colocação.

O Fluminense continua sua saga épica, vencendo mais uma, e ficando a dois pontos do Botafogo.

Botafogo que pode decidir o campeonato. Se quiser continuar dormindo fora da zona de rebaixamento deverá vencer o time de Jardim Leonor, na rodada desta semana.

Os tricolinos venceram em casa o (entregue) Vitória e jogam no Rio contra os cariocas.

É tudo ou nada.

A torcida do alvi-negro deverá comparecer em peso e o jogo será de vida ou morte.

Acredito em vitória do time carioca.

Se o Botafogo não ganhar, só por milagre o time de Jardim Leonor não será mais uma vez o campeão, pois jogarão com Goiás (o time facinho, facinho), fora de casa, e com Sport (pior time do certame).

Ou seja, duas babas.

Obs. 1: La Bambinera foi vetada para o jogo contra o Sport (punidos por invasão de gramado), mas os tricolinos já começaram a fazer pressão para que a punição seja revogada.

Obs 2: Os jogadores do time de Jardim Leonos já ensaiam discursos de perseguição e teorias da conspiração. Recursos típicos de quem não acredita muito no próprio taco, principalmente no jogo contra o Botafogo. O único jogo que eles tem pela frente, aliás.